24/11/2015

Charlie Sheen pode ser processado por mais de 700 ex-amantes por ter escondido HIV


Visto no O Fuxico

Desde que revelou que é HIV positivo, Charlie Sheen tirou um peso de seus ombros, mas fez com que sua vida ficasse de pernas para o ar. Agora, segundo publicação do jornal The Mirror, ele pode ser processado por mais de 700 ex-amantes que disseram que ele manteve em segredo o fato de ter o vírus HIV.

No início da última semana, 75 pessoas já entraram em contato com seus advogados para conversar sobre o caso. Fontes próximas ao ator ainda revelam que, desde a descoberta de seu diagnóstico, ele teve relações com mais de 700 pessoas, incluindo garotas e garotos de programa e astro do pornô.

“Ele chegou a se gabar que já dormiu com mais de cinco mil mulheres. Imagine que ele tenha dormido com pelo menos 500 prostitutas e cada uma delas tenha mantido relações com outras cinco pessoas. Milhares podem ter sido expostos. Isso está causando pânico nas pessoas”, contou uma fonte ao jornal britânico The Mirror.

De acordo com fonte, apenas em 2013, o ator gastou mais de R$ 5,6 milhões em prostitutas e atrizes pornô.

O ator chegou a assegurar que, desde que soube do seu diagnóstico, não colocou em risco seus parceiros sexuais. Mas agora vários deles afirmam que o ex-astro da série Two and a Half Men, mentiu sobre isso.

Um deles é um homem que alega ter feito sexo com o ator em 2011 em um hotel de Las Vegas, no mesmo ano em que Sheen foi diagnosticado com o vírus.

O homem, que não foi identificado, revelou que gravou o encontro em vídeo, onde registrou o ator de 50 anos fazendo sexo oral nele e fumando crack.

A gravação dura 30 segundos e foi o centro das discussões em um processo que o homem misterioso abriu contra Sheen, quando o acusou de ter lhe infectado com herpes.

Aparentemente, o julgamento terminou em um acordo fora do tribunal, e supostamente a gravação foi destruída. No entanto, segundo o site RadarOnline, eles possuem uma cópia do tal vídeo.

"Charlie fez a sua equipe comprar o vídeo para mantê-lo fora do mercado e liquidar o processo porque acreditavam que isso poderia destruir sua vida se ele viesse à tona", disse uma fonte à publicação.

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques