"Dua Lipa: É muito amor!" Por Fabio Roberto


Por Fabio Roberto 

Olá queridos, tudo certo por aqui? Primeiramente, como manda a boa educação vou me apresentar: Meu nome é Fabio, tenho 31 anos, sou professor universitário, dono de casa e casado com o dono do blog. Então rolou um nepotismo escancarado e meu maridão me colocou aqui pra publicar quando eu quiser. E como eu sei que ele está mega empolgado com a volta desse blog à ativa, eu vou deixar um pequeno post como forma de desejar a ele muito sucesso nesta nova etapa. Se ele está empolgado, então eu fico feliz por consequência.

Pensando eu em algo para escrever aqui no blog, nenhum assunto trouxe mais empolgação do que falar do novo nome do pop musical mais falado da atualidade: Dua Lipa. Desde que a conheci, por intermédio de um amigo que mandou o bendito link do Spotify e disse: “você precisa ouvir AGORA!”, não teve mais jeito e eu não tenho condições físicas de passar um dia sem ouvir (aquele drama básico que é inerente a minha pessoa).
                
Essa moça que vem arrebatando os corações do público LGBT e já posso dizer com certeza: é a mais nova Diva que você respeita. A moça que vem subindo vertiginosamente nos charts do mundo todo é cantora, compositora e modelo inglesa de origem albanesa. Seu primeiro nome Dua, significa amor <3. Tá vendo? Não tem como isso dar errado!
                
Antes de falar sobre a parte musical, sempre é válido dar uma olhada no ser humano que existe por trás de uma estrela. Particularmente não consigo gostar de estrelas do Pop que são difíceis de digerir e é por isso que Madonna, Christina Aguilera e Mariah por mais talentosas que possam ser não ganham meu apreço musical. Tendo esse ponto importante em mente, saí lendo tudo e assistindo todos os documentários e entrevistas sobre a linda moça de 22 anos. Uma simpatia misturada com timidez e um toque de inocência compõem a figura pública que Dua expõe na mídia. Porém a característica que mais me marcou foi a humildade nada artificial que a mesma apresenta. Enfim, uma serumaninha carismática, viu?
                 
Dua seguiu a receita que muitos dos novos talentos apostam, apresentando alguns covers no youtube. O resultado disso foi um contrato assinado com a Warner Bros Records e no dia 02 de Junho de 2017 seu primeiro álbum autointitulado foi lançado. Só sucesso! Enquanto escrevia este texto, parei e dei uma olhadinha no Top Charts Global do Spotify e seu  último single “New Rules” encontra-se na simplória segunda posição. É muito poder, né não manas???
                
Mas vamos lá explicar pras amiguinhas que estão por fora dessa o porquê dessa moça estar tão em alta. Primeiro passo pra ser uma estrela pop é o visual, não podemos negar e Dua samba muito na cara das inimigas. Tem um rosto extremamente marcante, e um porte de Diva que chega pra destruir. Sua voz não é marcada por um grande alcance, mas sim pelo timbre e afinação. Fica numa região grave bem gostosa de ouvir. Além disso a impressão vocal é maravilhosa: você ouve e é pá pum, não esquece mais. Vai sempre saber quando estiver tocando no supermercado ou quando estiver com o rádio ligado no trânsito.

O álbum em si é uma fechação poderosa, inegavelmente muito bem produzido. Sabe aquele álbum que você escuta e não tem música ruim? São chamados de fillers na indústria musical, quando as músicas são colocadas pra encher linguiça. Não consigo pensar em nenhum neste álbum. As letras trazem temáticas pouco inovadoras, mas sempre em alta: problemas pessoais, relacionamentos mal sucedidos, e as deprês da vida. (Quem nunca?).  O som é um pop que a meu ver tem uma certa renovação no cenário musical. A percussão é muito bem marcada em todas as músicas e os riffes, efeitos e samples são cirurgicamente bem colocados. Além disso, não temos a maldição do auto-tune que atinge a todos os álbuns atuais (Can I get an Amem?). Algumas músicas têm aquela batida maravilhosa que dá vontade de levantar da cadeira no meio do expediente e sair dançando. Confesso que já coloquei algumas músicas no fone e fui rebolar a minha bunda no banheiro do trabalho. Pra dar aquela desestressada mesmo.
Resumindo todo o assunto, acho que merecidamente Dua Lipa veio pra ficar. Ainda ouviremos muito essa Diva britânica nas rádios.

Então pra começar a sua semana com astral lá em cima, eu deixo algumas indicações para que vocês possam ouvir e começar a semana mastigando esse álbum delícia. Vale muito a pena. 

Comentários

  1. Tive vários orgasmos literários lendo isso Fa! hahahahaha amei! Olha que eu nem conheço essa moça mas ja to abrindo meu spotify pra ouvir! Mais um fechação pro blog!! <3

    ResponderExcluir
  2. Diego, escuta que é close certo. beijo

    ResponderExcluir
  3. Ah, seu blogueiro! rs... Legal a moça. Gostei.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!