Jean Wyllys e Marta Suplicy lançam frente LGBT no congresso


Por Welton Trindade para o site Parou Tudo


Data histórica! Hoje, 29 de março, será lançada a Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT da legislatura 2011-2014. São esperadas as presenças dos atuais ícones da luta pelos direitos arco-íris no Congresso Nacional: a senadora Marta Suplicy (PT-SP) e o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ). O grupo já nasce com 171 integrantes.


O lançamento oficial da nova frente vai marcar o intenso trabalho que os atuais aliados da cidadania LGBT tem feito desde o início do atual mandato, em fevereiro. Em menos de um dia, por exemplo, Marta conseguiu desarquivar no Senado o projeto que criminaliza a homofobia, recolocando-o para análise e possível votação. O evento, que terá presença de convidados internacionais, é aberto ao público e será realizado no maior auditório do Senado Federal, o Petrônio Portela.


Horário: 14h.


UPDATE:

Políticos estrangeiros apoiam união homossexual no Brasil

Visto no Portal Terra


O dirigente socialista espanhol Pedro Zerolo e a deputada federal argentina Vilma Ibarra comparecerão nesta terça-feira no Congresso brasileiro para participar do lançamento da frente parlamentar que lutará para aprovar a união civil entre homossexuais.


A Frente Parlamentar Mista para a Comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) será integrada por 171 senadores e deputados de diferentes partidos e defenderá a união civil de homossexuais através da apresentação de uma emenda constitucional.


Outra das prioridades dessa iniciativa é resgatar um projeto de lei arquivado pelo Congresso na legislatura passada que criminaliza a homofobia e luta pela igualdade de direitos entre as pessoas, independentemente de sua orientação e identidade sexual.


Durante a visita, Zerolo e Vilma, fortes defensores da causa homossexual em seus países, manifestarão seu apoio ao deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ), promotor da iniciativa, após as ameaças de morte que recebeu nas últimas semanas pela internet por conta do projeto.


Zerolo, secretário de Movimentos Sociais e Relações com ONGs do Partido Socialista Operário Espanhol (Psoe), aproveitará sua estadia no Brasil para se reunir com a ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário Nunes, informaram à Agência Efe fontes do partido.


Durante sua estadia no Brasil, o dirigente socialista também manterá encontros com organizações sociais, sindicatos e parlamentares de diferentes partidos com os quais analisará os "avanços" na questão da igualdade registrados na Espanha, onde o casamento entre homossexuais foi aprovado em 2005 pelo governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero.

Comentários