Vaticano diz que contrários a união gay são perseguidos

Por Welton Trindade para o site Parou Tudo

O que você vai ler é a mais pura verdade. Absurdo, mas verdade. Em comunicado ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, o arcebispo Silvano Tomasi, representante do Vaticano no órgão, disse que os opositores ao casamento homossexual são perseguidos e vilipendiados.

De acordo com ele, tal situação viola os direitos humanos e quem é contra direitos LGBTs deve ser protegido! Ah, ok, comece então protegendo quem é contra direitos negros, de mulheres, de indígenas… Aí o absurdo ficará ainda mais evidente.

Comentários