20 de abr de 2015

Respeito!!!



"Quem engravida mulher pensando em outra tem filho gay', diz aiatolá" Por Paulo Lopes

 
 
O aiatolá Hossein Dehnavi disse recentemente que o homem que engravidar sua mulher pensando em outra terá filho homossexual.
 
A advertência foi feita pelo líder religioso na Emissora da República Islâmica do Irã, durante o programa em que dá conselhos sobre casamento, sexo, paternidade e gravidez.
 
Apesar de o sacerdote islâmico dizer coisas absurdas como essa, o Ministério de Saúde avaliou o seu programa como o melhor na categoria de saúde. Ele dá orientação principalmente para o público feminino.
 
Em outra oportunidade, Dehnavi afirmou que o uso incorreto do hijab (véu feminino) pode causar homossexualidade nos homens.
 
Ele também já afirmou que a mulher tem de se submeter às exigências sexuais de seu marido a qualquer hora e em qualquer lugar, recomendando, contudo, moderação. O sexo deve ser feito duas vezes por semana, para que o “marido não fique cansado”.
 
Disse que, após o “climax” do marido, a mulher não deve tentar obter satisfação para si mesma, porque é pecado.
 
Ele até já aconselhou as mulheres a usarem calcinha clara, se forem morenas, e escura, no caso de serem mais brancas. “Isso é para despertar os maridos.”

Jean Wyllys explica: Liberdade Religiosa


Preconceito no preconceito

 
 
Uma foto de um casal gay de mãos dadas em um metro na Tailândia se tornou viral nas redes sociais, no sábado e tirou várias reações de internautas que variaram de ódio ao suporte para ao casal .

As fotos foram primeiro publicadas na pagina  BV Patrol Facebook na manhã de sábado,  contou com o diretor criativo Thailandes Naparuj Mond Kaendi e seu namorado alemão Thorsten Mid de mãos dadas  a bordo do metrô Sky Train Bangkok.

A pagina BV Patrol usou a legenda “Apoiá-los. Pessoas amargas não são bem-vindas” na foto. E depois disso a foto virou viral na rede, e varias paginas postaram a mesma.

No entanto, os comentários sobre as fotos do casal na internet vão de elogios e apoio ao casal, a  discursos de ódio e racismo.  Como se o diretor criativo Naparuj não merecesse o namorado branco barbudo alemão.
 
 
Vivemos em uma sociedade que diz que o negro, asiático, índio, não merecem estar com pessoas brancas, e isso vai desde o espaço hetero até o LGBT. Pessoas brancas (na sua maioria homens cis sarados)  são postas como prêmio, são os endeusados pela comunidade como sonho de matrimônio e tal, ainda é um choque tão grande ver um “deus grego” com pessoas não brancas, elas são tão “especias” que ninguém não branco pode ficar/tocar/namorar, e quando namora é lido como algo anormal, “magia negra”, “macumba”.

As pessoas estão tão perdidas nesse mundo medíocre de aparências racistas e elitistas onde um gesto de amor gera tanto susto e ódio.   E nem vale apena vir com comentários do tipo “eles não combinam” o que não combina é tu gay com esse preconceito, o que vale lutar contra os homofóbicos quando se é racista, misógino, transfóbico e elitista.

E para o choro dos invejosos o  Naparuj e o  Thorsten estão juntos já há 2 anos. 

Naparuj usou a sua conta do instagram para falar do assunto:

“ #OBRIGADO a todos vocês pelo apoio e toda a positividade. Para ser honesto, eu não estava tão surpreso quando as pessoas aleatórias mostraram as nossas fotos e os comentários sobre nós  . Aconteceu antes, algumas vezes no  ano passado e todos os comentários maldosos não trouxeram  nada , mas preocupação e lágrimas. Este ano , por outro lado , Thorsten e eu , inesperadamente , somos tão gratos pela tempestade do vosso enorme apoio . Nós nunca quisemos tentar estar sob os holofotes e tudo … Mas agradecemos  a vocês de qualquer maneira."
 
 

19 de abr de 2015

Emocionante: vídeo defende mudança de visão e respeito aos transexuais


Visto no Dezanove

Este é um daqueles vídeos em que se aplica a máxima: “uma imagem vale mais do que mil palavras”.
Publicado na página do “Quebrando o Tabu”, a produção já obteve milhões de visualizações, likes e compartilhamentos. Os autores da página descrevem o vídeo em apenas uma palavra: “Emocionante.”


Apesar do boom surgir agora nas redes sociais, o trabalho foi publicado originalmente em 2014. A música “The Light” e o vídeoclipe em questão pertencem ao primeiro álbum da banda francesa HollySiz, cuja vocalista é a cantora e atriz Cécile Cassel.   

Os protagonistas do videoclipe realizado por Benoît Pétré são Marie Denarnaud, Alexis Manenti e Kolia Abiteboul. Em meio ano no Youtube o vídeo apenas gerou 600 mil visualizações. 

Veja direto no Dezanove


Justus comenta reação caso tivesse um filho gay: "Seria desgostoso"


Visto no UOL
O empresário e apresentador Roberto Justus rebateu assuntos espinhosos durante participação no "Programa Raul Gil", do SBT, deste sábado (18). Sabatinado por Thammy Miranda, Val Marchiori, Lidya Sayeg e Penélope Nova, Justus não escapou de nenhuma pergunta e comentou sobre as mudanças na Record, negou ter traído Ticiane Pinheiro, e afirmou que ter um filho gay "não o deixaria feliz". 
Justus se casará com Ana Paula, modelo a ex-participante de "O Aprendiz, no dia 30 de abril, dia em que completará 60 anos --a diferença de idade entre os dois é de 32 anos. Esse será o quinto casamento do publicitário.
"Eu não tenho aquela história de loira ou morena, eu tenho a mulher ideal naquele momento. Minha mulher tem 32 anos a menos que eu. Meus filhos amam a Paula. Mulher tem que ter ocupação, tem que ter assunto. Eu exijo isso, para mim isso é importante. Aprendi a não rotular a mulher ideal. Ela é muito mais madura do que muita mulher que já conheci", disse. "As pessoas ficam enrolando relações infelizes e jogam a vida fora", completou, ao justificar os cinco casamentos.
Questionado por Val Marchiori sobre uma suposta traição a Ticiane --os dois foram casados entre 2007 e 2013 e tiveram uma filha, a Rafaela--, Justus negou a infidelidade. Segundo Val, Justus esteve casado com Ticiane e namorando Ana Paula ao mesmo tempo. Foi aí que os dois meio que se alfinetaram.
"Outra mentira deslavada. É porque foi tudo muito rápido", disse ele. "Mas você terminou com uma e já estava na casa da outra", disparou Val. "Que mentira! Namoramos um ano antes antes de morarmos juntos", respondeu Justus. "Mas saiu nas revistas", insistiu Val. "Você tem que olhar as datas antes de fazer uma pergunta dessas. A Tici e eu nos separamos em abril, anunciamos em maio e comecei a sair com Ana Paula em junho", explicou o empresário. "Me desculpa, mas a mãe dela me falou que você já estava namorando a outra de olhar", replicou.
Pai de quatro filhos, Roberto Justus garante que não está com pressa de encomendar mais um herdeiro e combinou com a mulher que não falarão sobre isso nos próximos cinco anos. O apresentador contou ainda como reagiria se tivesse um filho gay.
"Se eu falasse que curtiria, seria o cara mais falso do mundo. Seria desgostoso. Eu preferia ver os meus filhos formarem o lar como eu formei [entre homem e mulher]. Eu não ia curtir, mas ia dar o maior apoio do mundo. Não ia me deixar feliz, mas aceitaria. Cada um tem o que quer. [Mas], de jeito nenhum. Jamais mandaria [um filho] embora de casa por ser homossexual", disse.
Veja direto no UOL

Trilha LGBT: "UPTOWN FISH" by Shangela

17 de abr de 2015

Agência americana contrata 'primeiro casal gay' de modelos


Visto no G1

Após aparecer em campanha da marca DKNY, o casal de modelos John Tuite e Carlos Santolalla assinou contrato com a agência americana Fusion, de Nova York. Segundo eles e a empresa, os dois formam o "primeiro casal gay" de modelos de uma grande agência.

Em entrevista recente, Tuite e Santolalla disseram por qual motivo deixaram suas agências anteriores. Eles conviviam com a "pressão" de esconder o relacionamento.

"Nós éramos desencorajados a nos identificarmos como gays", comentou Tuite. "Eu fui a uma agência e eles disseram: 'Gostaríamos de assinar com vocês, mas você tem que deletar a conta do Instagram que você tem com seu namorado e não podem ir mais a festas juntos".

Veja direto no G1

Humor: SEXO CONJUGAL


Trilha Especial: Brandon Flowers - "Still Want You"